Desde que o coronavírus se tornou uma pandemia, muitos empreendedores se perguntam como montar uma loja virtual. Afinal, essa é a forma que muitas empresas encontraram para sobreviverem à crise. Sem falar que com uma loja virtual você pode vender 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Além disso, a aparente “facilidade” de montar uma loja virtual aliada a um interesse cada vez maior dos consumidores pelas compras online fez muitas pessoas se jogarem de cabeça nesse segmento. Mas cuidado! Montar uma loja virtual exige tanto planejamento e empenho quanto uma loja física.

Apesar de não exigir tanto investimento financeiro no início, é preciso pensar em estratégias que façam o seu e-commerce se destacar no meio de tantas possibilidades que estão à disposição dos consumidores.

Segundo um estudo do Sebrae, 60% das lojas virtuais fecham antes mesmo de completar um ano de idade. Para que este não seja o seu destino separamos 10 passos de como montar uma loja virtual de sucesso!

Como montar uma loja virtual?

como montar uma loja virtual
Como montar uma loja virtual do zero - 10 passos a seguir 1

Como montar a sua loja virtual e mantê-la saudável é um grande desafio. Apesar de o momento ser bastante propício para montar um e-commerce já que as vendas online têm disparado desde o início do ano, é preciso manter os pés no chão e antes de tudo fazer um belo planejamento.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio eletrônico (ABComm), o país registrou um aumento de 400% por mês de abertura de novas lojas virtuais durante a quarentena. Com toda essa concorrência para enfrentar, é preciso inovar ao criar uma loja que ofereça uma experiência de compra satisfatória ao consumidor, além de investir em marketing digital e não esquecer do suporte ao cliente. 

A seguir, separamos 10 passos de como montar a sua loja virtual do zero:

  1. Decida qual produto vender

Decidir qual produto vender parece ser uma tarefa fácil, mas não se engane! A não ser que você já tenha uma loja física e muita certeza do que quer vender, faça uma boa pesquisa de mercado.

Receba dicas exclusivas de Gestão de Projetos!

Loading

Não tente vender tudo! É preferível que você vire referência em um determinado nicho do que tente vender várias coisas ao mesmo tempo. Se você delimitar o seu mix de produtos, ficará muito mais fácil se especializar e ser reconhecido como autoridade de vendas neste segmento.

Lembre-se sempre que a concorrência é gigantesca e se você quiser se destacar, precisa de algum diferencial que salte aos olhos dos consumidores.

  1. Dê uma olhada na legislação

Existe uma legislação específica para o e-commerce e você não pode descuidar das regras definidas. A Lei do E-commerce estabelece, por exemplo, que algumas informações no site precisam ser claras e de fácil acesso do consumidor, como a razão social e o CNPJ, o endereço físico e formas de contato.

Outras informações como material de fabricação do produtos, opções de pagamento e prazos de entrega também devem estar muito claras. Sem falar no direito de arrependimento de 7 dias que todos os consumidores têm e impostos com clausulas específicas para e-commerce . 

Dê uma boa olhada para evitar problemas jurídicos no futuro.

  1. Faça um planejamento financeiro

Assim como em uma loja física, ter um bom planejamento financeiro é fundamental. Muitos empreendedores se iludem com o fato de que os custos para montar e manter uma loja virtual serem menores e simplesmente deixam de lado esta parte.

Este é um erro que pode significar o fracasso do seu negócio. Por isso, muita atenção nesta parte!

Os custos com um e-commerce dependem de vários fatores, como o produto que você irá vender, a plataforma que utilizará e quanto investirá em marketing. Para calcular os custos que você terá, leve em consideração estes itens:

  • plataforma de e-commerce e estrutura básica da loja (domínio, hospedagem, ssl);
  • sistemas operacionais, como um ERP, por exemplo;
  • estratégias de divulgação;
  • custos com a operação como um todo (estoque, logística e impostos);

Faça um rascunho desses custos e objetivos do seu negócio para o mês, para o trimestre e para o ano. Mesmo que a sua loja seja virtual, o planejamento deve ser tão sério quanto o de uma loja física.

Durante a sua pesquisa você lerá que é possível ter uma loja virtual com custo zero e com custos mínimos. Esqueça essa ideia! Realmente existem plataformas e sistemas de gerenciamento de conteúdo gratuitos (open source), mas na maioria das vezes você terá que contratar um especialista para personalizá-los, caso contrário serão ambientes pouco profissionais. 

  1. Tenha sua empresa consolidada

Para montar a sua loja virtual, você precisará de um CNPJ pois precisará emitir nota fiscal eletrônica para os seus clientes. Também é uma forma de dar credibilidade ao seu e-commerce e passar segurança jurídica para os seus clientes.

Caso você comece o seu negócio do zero e não tenha previsão de um faturamento alto no início, pode optar por uma Microempresa individual (MEI), que permite um faturamento de até R$ 82.000,00 por ano. Caso contrário, pode optar pelo Simples Nacional através de um negócio de Empresário Individual ou Sociedade Limitada.

Apesar de não ser obrigatório ter um CNPJ para vender pela internet, se você quiser ter uma empresa profissional e de sucesso, precisa pensar nesta possibilidade.

  1. Organize a operação
como montar uma loja virtual
Como montar uma loja virtual do zero - 10 passos a seguir 2

Antes mesmo de criar a sua loja virtual você já precisará definir algumas situações bem pontuais como os meios de pagamento que você utilizará e as formas de entrega de seus produtos. É preciso muito cuidado com a logística para entregar no prazo estipulado, contornar imprevistos e não perder margem de lucro.

Você também precisará definir se terá funcionários e quem ficará responsável por organizar o estoque, atender o cliente e despachar as mercadorias. Uma opção que você pode considerar caso não queira ter estoque é o dropshipping, onde você venderá produtos de outras lojas que ficarão responsáveis pelo estoque da mercadoria e entrega.

  1. Defina qual a plataforma você utilizará

Uma das decisões mais importantes a serem tomadas é qual a plataforma que você utilizará para a sua loja virtual. Ela é a base da sua loja e o sistema responsável pelo gerenciamento e visualização na Internet.

Por isso, é preciso muita atenção neste momento, para escolher uma plataforma de qualidade e que atenda às suas necessidade e preferências. Identifique as necessidades da sua loja virtual e escolha entre uma plataforma:

  • gratuita: são limitadas e não permitem personalização da página. Além disso, você pode sofrer com instabilidade, dificuldades no suporte e manutenção;
  • de código fonte aberto (própria): são gratuitas, mas você precisará contratar um especialista para personalizá-la, o que implicará em custos um pouco mais altos para começar a operação;
  • paga: o suporte costuma ser de qualidade, o software mais robusto e você terá a possibilidade de fazer pequenas personalizações na  plataforma. Sem contar que na maioria das vezes você terá que pagar um percentual em cima das vendas realizadas.

Ao escolher a melhor opção, leve em conta que você precisa de uma plataforma que:

  • permita o cadastro e inclusão de produtos;
  • permita gerenciar o estoque e os preços;
  • garanta a segurança das suas informações pessoais e de seus clientes;
  • faça a integração dos meios de pagamento e entrega.

Aqui na VVerner nós personalizamos a sua loja virtual de maneira a que ela atenda às suas necessidades e expectativas.

  1. Registre o seu domínio e contrate o plano de hospedagem

Após escolher a plataforma que você utilizará em sua loja virtual, chegou o momento de tirá-la do papel. O primeiro passo é registrar o domínio (que é o endereço virtual do seu site) e contratar uma hospedagem de qualidade e que mantenha o seu site no ar sem ficar travando a todo momento.

Dependendo do tipo de plataforma que você escolher, não precisará se preocupar com hospedagem. Existem empresas que oferecem hospedagem gratuita, mas essa não é uma opção que nós recomendamos. Você deve prezar muito pelos seus dados, então pesquise bem e escolha com cautela uma empresa de hospedagem.

  1. Crie a sua loja
como montar uma loja virtual
Como montar uma loja virtual do zero - 10 passos a seguir 3

Finalmente chegou o momento de montar a sua loja virtual. Neste momento você precisa ter atenção a alguns detalhes que passam despercebidos por muitos empreendedores. 

Em primeiro lugar, você precisa investir na experiência de compra do seu cliente. Independentemente de se você investir pouco ou muito, o que os clientes querem é ter uma boa experiência com a sua loja. Por isso, desenvolva uma loja bacana, com produtos bem expostos, com carregamento rápido e layout responsivo.

Grande parte dos clientes que compram pela internet, fazem isso dos seus telefones móveis, por isso, VOCÊ PRECISA TER UMA VERSÃO MOBILE. 

Além disso, é fundamental que você se preocupe com a segurança das informações dos seus clientes. Existem dois tipos de segurança fundamentais em todo e-commerce que são o SSL e o Scan de Aplicação e IP.

Por último e muito importante é o cadastro dos seus produtos. Não coloque os produtos na sua loja virtual de qualquer jeito!  Utilize imagens de qualidades e descrições detalhadas dos seus produtos. Lembre-se que a experiência de compra do cliente é fundamental visto que a concorrência é enorme. 

  1. Invista em marketing digital

Para que os clientes conheçam o seu negócio e comecem a comprar, é preciso ter uma estratégia de marketing digital. Descubra quais são as redes sociais que o seu público mais utiliza e invista nelas. Quando o seu negócio estiver consolidado, você pode considerar investir em mídias pagas.

 Outra forma de atrair visitantes com potencial de compras é produzir conteúdo de qualidade. Ter um blog no seu e-commerce que fale com os seus consumidores sobre assuntos do dia a dia e que tenham a ver com o seu produto é uma forma de atrair clientes e manter uma boa relação com eles.

  1. Não esqueça do suporte ao consumidor

Ainda falando da experiência de compra dos consumidores, você não pode descuidar do suporte! Um atendimento qualificado é uma das melhores formas de fidelizar um cliente.

Preocupe-se tanto com o pré quanto com o pós vendas. Existem diversas ferramentas de gestão de processos de suporte, como o Zendesk, que podem você a prestar um atendimento de qualidade. 

Esteja disponível para tirar dúvidas e solucionar problemas. Muitas vezes mesmo que o consumidor não tenha tido uma boa experiência com a loja, se você prestar um bom atendimento, poderá reverter essa impressão!

Montar uma loja virtual exige muito planejamento e organização. Envolve muitos detalhes em que pensar e muitas decisões a serem tomadas. Mas seguindo etapa por etapa é possível prosperar e ter um e-commerce de sucesso.

Agora você já sabe como montar uma loja virtual do zero, basta arregaçar as mangas e colocar mãos à obra! Aproveite esse cenário promissor para os e-commerces que temos no mundo para tirar o seu projeto da gaveta!

Você ainda ficou com alguma dúvida, deixe nos comentários! Ficaremos muito felizes em poder ajudar você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fale Conosco