O que são Testes A/B?

Testes A/B, ou testes Split como também são conhecidos, são testes que medem qual versão de uma determinada alteração no seu site irá trazer mais resultados positivos para sua estratégia. Okay, essa não foi a explicação mais amigável que eu poderia ter feito, então vamos a uma mais simples.

Imagine que tu passou um mês otimizando o SEO da sua página ou tu vais fazer uma super campanha de ads que levará seus visitantes a uma landing page para que eles se convertam em leads e então seu time de venda possa começar a trabalhar e bater metas incríveis. Bacana né?

Agora tu estás no meio da campanha e está com média de conversão de 43% e recebe o seguinte feedback:

“Eu acho que se alterarmos a cor deste botão para “laranja” nossas conversões vão para 60%!”

O que tu farias?

  1. Confia no seu companheiro e alterar a cor do botão
  2. Mantém o botão na cor atual e garante a conversão de 43%

Espero que tu não tenhas escolhido nenhuma das opções acima! A resposta correta seria:

“Entendo, vamos fazer um teste a/b e ver se tu estás certo”

Ao realizar o teste a/b tu vais redirecionar metade dos seus visitantes para a página com o botão original e a outra metade para a página com o botão laranja. Tudo de maneira aleatória para não tendenciar os resultados.

Ao final do período estipulado para o teste tu terás números de referência para saber se realmente vale a pena, ou não, alterar a cor do botão. Melhor não é mesmo?

Como fazer testes a/b?

Tu deves estar te perguntando:

“Tá, mas isso vai ser muito complicado de fazer. Como eu vou configurar minha campanha para metade ir para um lugar e metade ir pra outro? Terei que fazer duas campanhas!?“.

Calma meu parceiro! Felizmente existem algumas ferramentas (gratuitas e pagas) que irão te auxiliar nesse tipo de teste e eu vou listá-las para ti logo aqui embaixo.

Ferramenta 01 para fazer testes a/b no WordPress:

Google Optimize (gratuita)

A primeira ferramenta que gosto de apresentar para esse tipo de solução é o Google Optimize. Por ser do Google, já sabemos que teremos resultados confiáveis.

O Google Optimize permite que tu executes três tipos diferentes de testes:

  • Teste A / B – Teste duas ou mais versões da mesma página uma contra a outra.
  • Teste multivariável – Teste dois ou mais elementos em uma página para ver qual combinação cria o melhor resultado.
  • Teste de redirecionamento – envie os visitantes para duas ou mais URLs completamente diferentes. Isso é tecnicamente também um teste A / B, o Google Optimize apenas o divide em uma opção separada.

Na maioria dos casos o teste de redirecionamento é mais fácil porque tu podes copiar e colar o mesmo conteúdo em outra duas páginas separadas e então fazer as edições que achar necessário. Enquanto a opção de multivariáveis e simples podemos acabar ficando mais complicadas de editar via código.

Eu pessoalmente não penso que seja interessante realizar testes a/b com mais de uma variável por teste ( por exemplo, se for testar apenas a cor de um botão, altere apenas ela e nada mais ). Salvo casos de testes de layout.

Lembre-se! Com exceção do teste de redirecionamento, as outras duas serão necessárias fazer a edição via código puro!

Ferramenta 02 para fazer testes a/b no WordPress:

Construtores visuais e temas premium como o ElementorDivi Thrive

Por ser uma funcionalidade muito relevante, alguns construtores visuais e temas pagos do WordPress possuem extensões ( como o Elementor e Thrive ) ou funcionalidades nativas ( Divi ) para realizar tais testes de conversão.

Caso tu já tenhas ou faça uso destes plugins, é uma boa ideia dar uma chance a eles para não precisar depender da instalação de outro plugin ou ferramenta em seu site. Lembre-se do que eu falei neste post sobre isso!

Ferramenta 03 para fazer testes a/b no WordPress:

Simple Page Tester (gratuita e com versão paga)

Basicamente faz as mesmas funções do Google Optimize, mas com um grande porém: na versão grátis não tem trackeamento de eventos e conversões.

“Tá, mas então porque ele está aqui?”, você deve ter falado agora.

Simplesmente por que essa “falha” do plugin pode ser facilmente contornada com o auxílio do Google Tag Manager. Não ser restrito a um construtor de páginas (como no caso das ferramentas 02) e por o plugin ser nativo e open source como o WordPress, o que pesa muito devido meu apoio ao open source.

E tu, parceiro, já conhecia os testes A/B ou usa alguma ferramenta específica para realizar eles? Se conhecer alguma que não tem na lista, deixe ela nos comentários que farei questão de testar em um dos meus projetos e trazer um review aqui para o Linkedin!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *