Blog

Como Criar um Plugin para WordPress: Guia Passo a Passo

Como Criar um Plugin para WordPress: Guia Passo a Passo

O WordPress é uma das plataformas de gerenciamento de conteúdo mais populares do mundo, e uma das razões para sua popularidade é a capacidade de adicionar funcionalidades personalizadas por meio de plugins. Se você deseja estender as funcionalidades do seu site WordPress ou oferecer algo exclusivo aos seus visitantes, criar um plugin é a solução. 

Aqui na VVerner, acreditamos que a melhor maneira de aprender sobre um assunto é colocando a mão no código. Neste guia passo a passo, vamos explicar como criar um plugin para WordPress e incluir um exemplo que demonstra como inserir o código de rastreamento do Google Analytics com segurança.

Passo 1: Planejamento

Antes de começar a codificar, é essencial ter um plano sólido para o seu plugin. Certifique-se de que sua ideia de plugin é única e fornece valor aos usuários. Determine claramente o que o seu plugin fará e como ele se encaixará no ecossistema do WordPress. Aqui estão algumas perguntas que você deve considerar ao planejar seu plugin para WordPress:

Quais funcionalidades meu plugin oferecerá?

Defina claramente o propósito do seu plugin. Isso pode incluir aprimorar a SEO do seu site, adicionar formulários de contato personalizados, incorporar mídias sociais, entre outras possibilidades.

Quem é o público-alvo do meu plugin?

Pense em quem se beneficiará com as funcionalidades do seu plugin. Identificar o público-alvo ajuda a criar uma experiência personalizada e a escolher os recursos certos.

Como posso tornar meu plugin seguro?

A segurança é primordial. Certifique-se de que qualquer entrada de dados do usuário seja sanitizada para evitar possíveis vulnerabilidades.

Manual do dono do site WordPress

Um guia abrangente especialmente elaborado para proprietários não técnicos sobre como fazer a manutenção do site feito com WordPress.

Baixar (grátis)

Mão no código: “Nosso plugin ‘Analytics Fácil’ permite adicionar o código de rastreamento do Google Analytics com facilidade e segurança, acompanhando o desempenho do seu site em tempo real.”

Lembre-se de que o planejamento é uma etapa essencial na criação de um plugin de sucesso. Com respostas claras para essas perguntas, você estará pronto para seguir em frente com a criação do seu plugin WordPress.

Passo 2: Estrutura do Plugin

Para criar um plugin WordPress eficaz, é essencial definir uma estrutura de diretórios adequada. No nosso exemplo, vamos nomear nosso plugin “Analytics Fácil” e criar uma pasta com o mesmo nome dentro do diretório wp-content/plugins. Esta é uma prática recomendada para garantir que seu plugin seja organizado e fácil de manter.

Siga estas etapas para organizar a estrutura de diretórios do seu plugin:

  1. Crie uma Pasta para o Plugin: A primeira etapa é criar uma pasta com o nome do seu plugin, no nosso caso, “analytics-facil”. Essa pasta será o diretório raiz do seu plugin.
  2. Arquivo Principal do Plugin: Dentro da pasta do seu plugin, crie um arquivo principal que será o ponto de partida para o seu código. Nomeie-o como analytics-facil.php.
  3. Estrutura de Pastas Adicionais: Se o seu plugin tiver muitos arquivos ou recursos, você pode criar subpastas dentro do diretório do seu plugin para organização. Por exemplo, você pode ter uma pasta chamada assets para arquivos CSS e JavaScript.

Documentação Oficial de Plugins

Para obter mais informações detalhadas sobre a estrutura de diretórios e o desenvolvimento de plugins WordPress, você pode consultar a documentação oficial de plugins do WordPress. Lá, você encontrará recursos abrangentes que o ajudarão a criar plugins poderosos e seguros para a plataforma WordPress.

Com uma estrutura organizada e referências úteis, você estará pronto para prosseguir com a criação do seu plugin “Analytics Fácil” e fornecer funcionalidades valiosas aos usuários do WordPress.

Passo 3: Criação do Plugin – Cabeçalho Obrigatório

No Passo 3, vamos começar a criar o plugin, começando com o cabeçalho obrigatório. O cabeçalho é uma parte essencial de qualquer plugin WordPress, pois fornece informações importantes sobre o plugin para o WordPress e para os administradores do site.

O cabeçalho do seu plugin é a primeira coisa que o WordPress reconhecerá e é fundamental para o correto funcionamento do seu plugin. Ele fornece informações sobre o nome, descrição, versão e autor do plugin. Aqui está como criar o cabeçalho obrigatório para o nosso exemplo “Analytics Fácil”:

<?php

/*
 * Plugin Name: Analytics Fácil
 * Description: Um plugin que facilita a inserção do código de rastreamento do Google Analytics no seu site.
 * Version: 1.0
 * Author: VVerner
 * Author URI: https://vverner.com
 */

Com o cabeçalho obrigatório definido, o WordPress reconhecerá seu plugin e permitirá que você continue a desenvolver suas funcionalidades personalizadas. Nos próximos passos, abordaremos como adicionar funcionalidades ao plugin e criar a página de configurações para o Google Analytics.

Passo 4: Adicionando Páginas de Configurações no Menu wp-admin

Adicionar uma página de configurações no painel de administração é uma ótima maneira de permitir que os administradores do site personalizem as configurações do seu plugin. Vamos fazer isso utilizando funções e hooks do WordPress. Certifique-se de consultar a documentação oficial de criação de páginas de configurações para obter informações detalhadas.

Adicionando um Menu no wp-admin

Para criar um menu no wp-admin, usaremos a função add_menu_page(). Veja como fazer isso:

function adicionar_menu_analytics_facil() {

add_menu_page(

'Configurações do Google Analytics',   // Título da página

'Google Analytics',           // Texto no menu

'manage_options',            // Capacidade necessária para acessar

'analytics-facil-settings',       // Slug da página

'pagina_configuracoes_analytics_facil' // Função de callback para a página

);

}

add_action('admin_menu', 'adicionar_menu_analytics_facil');

Neste exemplo, estamos adicionando uma página de configurações com o título “Configurações do Google Analytics” e o nome “Google Analytics” no menu do painel de administração. O hook admin_menu é usado para adicionar o menu.

Criando a Página de Configurações

Agora, precisamos criar a função de callback pagina_configuracoes_analytics_facil que exibirá o conteúdo da página de configurações. Aqui está um exemplo básico:

function pagina_configuracoes_analytics_facil() {

if (isset($_POST['codigo_analytics'])) {

$codigo_analytics = sanitize_text_field($_POST['codigo_analytics']);

update_option('codigo_analytics', $codigo_analytics);

echo '<div class="updated"><p>Configurações salvas com sucesso!</p></div>';

}

$codigo_analytics = get_option('codigo_analytics');

?>

<div class="wrap">

<h2>Configurações do Google Analytics</h2>

<form method="post" action="">

<label for="codigo_analytics">Insira o código de rastreamento do Google Analytics:</label><br>

<textarea name="codigo_analytics" rows="6" cols="60"><?php echo esc_textarea($codigo_analytics); ?></textarea><br>

<input type="submit" class="button button-primary" value="Salvar Configurações">

</form>

</div>

<?php

}

Neste exemplo, criamos uma página simples de configurações com o título “Configurações do Google Analytics”. Você pode adicionar campos e formulários para permitir que os administradores insiram o código de rastreamento do Google Analytics.

Certifique-se de revisar a documentação oficial da função add_menu_page e da função add_submenu_page para obter informações detalhadas sobre a adição de páginas de configurações ao menu wp-admin.

Com este passo concluído, você agora tem uma página de configurações acessível a partir do painel de administração do WordPress, onde os administradores podem personalizar as configurações do seu plugin “Analytics Fácil”. Nos próximos passos, abordaremos como salvar as configurações e inserir o código de rastreamento do Google Analytics de forma segura.

Dica de ouro: Note que nesta etapa escrevemos o conteúdo HTML diretamente na função, para melhor organização do seu código, crie e mantenha conteúdos deste tipo em um diretório chamado “views” em seu plugin. Isso garantirá mais modularidade e organização da sua base de código

Note que também já inserimos o campo de configuração para que o usuário adicione o código de trackeamento, além de satirizar e salvar esta informação com a função update_option do WordPress.

Passo 5: Inserindo o Código de Rastreamento do Google Analytics

Para inserir o código de rastreamento do Google Analytics no cabeçalho do seu site WordPress, você pode utilizar a função wp_head(). Certifique-se de que a função wp_head() esteja presente no seu tema, normalmente na seção header.php. Se o seu tema não incluir essa função, você pode adicioná-la manualmente.

Aqui está como você pode fazer isso no seu plugin “Analytics Fácil”:

function inserir_codigo_google_analytics() {

$codigo_analytics = get_option('codigo_analytics'); // Obtém o código de rastreamento salvo nas configurações

if (!is_user_logged_in() && !empty($codigo_analytics)) {

echo '<!-- Google Analytics -->';

echo '<script async src="https://www.googletagmanager.com/gtag/js?id=' . esc_attr($codigo_analytics) . '"></script>';

echo '<script>

window.dataLayer = window.dataLayer || [];

function gtag(){dataLayer.push(arguments);}

gtag("js", new Date());

gtag("config", "' . esc_attr($codigo_analytics) . '");

</script>';

echo '<!-- End Google Analytics -->';

}

}

add_action('wp_head', 'inserir_codigo_google_analytics');

Neste exemplo, a função inserir_codigo_google_analytics é adicionada ao hook wp_head. O código verifica se o usuário não está logado (para evitar o rastreamento de administradores) e se um código de rastreamento foi salvo nas configurações do plugin. Se essas condições forem atendidas, o código de rastreamento do Google Analytics será inserido no cabeçalho do site.

Certifique-se de que a função wp_head() seja chamada no seu tema para que o código seja inserido corretamente. Em muitos temas padrão do WordPress, essa função já está presente, mas verifique no seu caso específico.

Com este passo, você configurou com sucesso a inserção segura do código de rastreamento do Google Analytics no seu site WordPress, permitindo que você rastreie o desempenho do seu site com facilidade!

Conclusão

Neste guia passo a passo, exploramos o processo de criação de um plugin para WordPress, com foco na inserção segura do código de rastreamento do Google Analytics. Criar plugins personalizados para o WordPress é uma maneira poderosa de estender as funcionalidades do seu site e atender às suas necessidades específicas.

Lembre-se, o planejamento adequado é o primeiro passo para o sucesso. Defina claramente as funcionalidades do seu plugin, identifique seu público-alvo e integre-o ao ecossistema do WordPress de maneira eficiente e segura. Com o cabeçalho do plugin configurado e uma página de configurações no wp-admin, você está no caminho certo.

A inserção do código de rastreamento do Google Analytics usando a função wp_head() permite monitorar o desempenho do seu site e obter insights valiosos sobre os visitantes.

Se você tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda adicional no desenvolvimento do seu plugin WordPress, não hesite em nos perguntar. Somos uma empresa especializada em desenvolvimento de plugins e estamos aqui para oferecer suporte, orientação e até mesmo criar plugins personalizados de acordo com suas necessidades.

Estamos prontos para ajudar você a levar o seu site WordPress ao próximo nível. Se desejar, você pode entrar em contato conosco para obter um orçamento ou mais informações sobre nossos serviços especializados em WordPress.

Agradecemos por ler o nosso guia e estamos ansiosos para ajudar você a alcançar o sucesso com seu projeto de desenvolvimento de plugins WordPress. Deixe seu comentário com suas perguntas ou compartilhe suas experiências conosco!

Quer se aprofundar ainda mais? Olha só esses outros conteúdos:

Continue lendo

Entenda como funciona a hospedagem de sites

Se você está pensando em ter um site próprio ou uma loja virtual, vai obrigatoriamente [...]

11 plugins WordPress gratuitos que nós recomendamos

Quer tornar o seu site ainda mais robusto? Conheça alguns dos melhores plugins WordPress gratuitos [...]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir WhatsApp
1
Oi! Tudo bom? 👋🏻
Qual ideia iremos desenvolver hoje?