O que é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) e como escolher o seu

Antes mesmo da pandemia em função do novo coronavírus começar, o mundo já estava mais conectado do que nunca. Hoje, as pessoas conseguem comprar, vender, pagar contas, enviar dinheiro, tudo isso do conforto de seus lares. 

Mesmo assim, muitas empresas ainda não têm um site próprio. Muito disso se deve ao fato de a maioria das pessoas acharem que ter e manter um site é muito caro e que precisa de conhecimento técnico para gerenciar as páginas.

No entanto, os Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) servem exatamente para isso! Eles são um conjunto de ferramentas usado para criar e editar conteúdo na internet, sem que sejam necessários conhecimentos de programação. 

Dessa forma, além de que quase qualquer pessoa consegue criar o seu próprio site com um pouco de estudo, também é possível manter um blog ou site atualizado e otimizado, com baixo custo de manutenção. Bacana, não é?

Neste artigo explicaremos o que é um CMS, suas principais funcionalidades, como escolher o seu e quais são os CMS mais populares do mercado. 

O que é um CMS?

CMS é a sigla para Content Management System, que significa Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. Em outras palavras, o CMS é uma plataforma com ferramentas especializadas que permitem ao usuário criar, gerenciar e modificar um site de forma rápida e prática.

É como se ele fosse um esqueleto de um web site, onde o usuário só precisa preencher com conteúdo. Outra grande vantagem de um CMS é a possibilidade de editar o conteúdo de um site ou loja virtual de forma simples, sem precisar recorrer ao código cada vez que uma alteração for necessária .

Com o sistema de gerenciamento de conteúdo também é possível configurar opções mais avançadas, como menus, design de páginas, formulários de contato, enquetes, canais de inscrição, assinaturas de serviços e diversas outras funcionalidades bacanas.

Existem CMS Open Source e também de código fechado, ou seja, gerenciadores de conteúdo gratuitos e pagos. Eles atendem desde gigantes do mercado até pequenos negócios e profissionais autônomos.

O mais interessante é que antes do surgimento dos CMS, apenas pessoas com conhecimentos avançados de programação web eram capazes de colocar e manter conteúdo no ar. Hoje essa realidade mudou completamente.

Quais são as principais funcionalidades de um CMS?

Agora que você já sabe o que é um CMS, vamos falar um pouco mais sobre as principais funcionalidades dele. Toda a sua estrutura é feita de maneira a garantir um melhor desempenho das páginas, uma experiência completa do usuário e a escalabilidade do site.

A maioria deles permitem que você adicione funcionalidades extras para estender os seus recursos. Essas funcionalidades são os plugins, temas e extensões, que podem variar de nomenclatura conforme o CMS.

De toda forma, o propósito é o mesmo: garantir outras funcionalidades além das que a versão básica oferece. Com estes novos recursos, é possível, por exemplo, adicionar botões de integração com as redes sociais, implementar um sistema de SEO ou configurar um certificado SSL.  

De forma resumida, poderíamos dizer que as principais funcionalidades de um CMS, são:

  • criar e publicar páginas;
  • editar textos e códigos do site;
  • moderar comentários;
  • controlar estoque, caso seja uma loja virtual;
  • instalar plugins, temas e extensões;
  • biblioteca de mídias, para carregar imagens e vídeos que serão usados no site, entre outras.

Como escolher o seu

Explicado o que é um CMS e suas principais funcionalidades, passamos para a parte mais importante: como escolher o sistema de gerenciamento de conteúdo que você vai usar para construir o seu site.

Essa tarefa pode parecer um pouco difícil se levarmos em conta a grande variedade de CMS disponíveis no mercado. No entanto, algumas dicas podem ajudar você a escolher o sistema que mais combina com a sua proposta.

Em primeiro lugar, considere o tipo do seu site: é um blog, site ou loja virtual? Quais funcionalidades ele vai precisar? Antes de tomar uma decisão, verifique quais opções de plugins e extensões ele oferece e se atendem a sua necessidade. 

Que tipo de design você quer que o seu site tenha? Preste atenção nos temas que o CMS oferece e se ele se enquadra no seu projeto.

Também é muito importante ter em mente quanto você pode gastar com o seu site. Você precisará investir um valor considerável em domínio, hospedagens e outros recursos como temas e plugins premium. Neste outro artigo, nós fizemos o levantamento de quanto custa ter um site.

Para finalizar, lembre-se de pensar se você vai precisar de mais recursos no futuro. Talvez o CMS que você escolheu baste agora, mas e se você precisar escalar o seu site, ele continuará suprindo as suas necessidades?

Não menos importante é saber se o sistema de gerenciamento possui uma comunidade de usuários grande e ativa, e se o sistema tem boa reputação e suporte técnico elogiado. Pesquise a opinião de outros usuários que usam ou já usaram o CMS que você está interessado

Mas lembre-se de priorizar sempre as suas necessidades na hora de tomar a decisão. Você também pode criar um projeto de amostra e realizar um teste de usabilidade com a plataforma antes de aderir a ela completamente.

Se por acaso você já utiliza um CMS, mas percebe que faria mais sentido usar outro, você sempre poderá migrar de uma plataforma para outra. 

Quais são os CMS mais populares?

Além de saber o que é um CMS, você também deve estar curioso para saber quais são os mais populares do mercado, afinal existem centenas de opções disponíveis. Como cada um deles focam em diferentes necessidades dos usuários, com certeza você encontrará um que se adeque às suas!

WordPress

O que é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) e como escolher o seu 1

O WordPress é a plataforma mais utilizada no mundo e responsável por mais de 30% dos sites da web. Este CMS é usado principalmente para a criação de blogs e sites, mas as lojas virtuais vêm ganhando destaque com o Woocommerce. 

O WordPress oferece versões gratuita e paga e diversos recursos adicionais como plugins e templates já montados. Grande parte de sua popularidade vem de seus plugins, sua versatilidade e facilidade de uso.

Além disso, este CMS possui uma grande comunidade ativa, onde milhares de programadores agregam seus conhecimentos à plataforma.

Magento 

O que é Magento

O Magento é uma plataforma de e-commerce que oferece suporte para todos os portes e tipos de empresas. Marcas como Samsung, Ford e Nike usam este CMS para comercializar produtos pela web.

Com ele você pode criar uma loja virtual complexa, com páginas de produtos, pedidos, entregas e, entre as demais funcionalidades, gerar landing pages. Com este sistema de gerenciamento você também pode adicionar cupons, campanhas de up-sell e cross-sell para a sua loja virtual.

Drupal

O que é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) e como escolher o seu 2

O Drupal é um CMS profissional utilizado principalmente no mundo corporativo. Empresas como a NASA, a Tesla, o governo dos Estados Unidos, a Sony Music, a Nokia, entre outras, utilizam o Drupal como seu sistema de gerenciamento de conteúdo.

Sites criados com este CMS possuem um excelente tempo de resposta e segurança. A plataforma funciona em módulos que interagem entre si, o que permite um alto poder de customização do sistema. Os módulos nativos integram com várias ferramentas populares analíticas, de marketing e e-commerce.

Da mesma forma que o WordPress, o Drupal também possui uma ampla comunidade de programadores com conhecimento no sistema. 

Joomla

O que é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) e como escolher o seu 3

O Joomla também é utilizado por grandes empresas e marcas, como a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. É um CMS gratuito e baseado em PHP, com inúmeros recursos adicionais. 

Sua comunidade não é tão grande quanto a do WordPress e Drupal, mesmo assim o Joomla continua sendo uma alternativa robusta e confiável de CMS.

Este sistema de gerenciamento de conteúdo pode ser usado para sites, portais, jornais, blogs e lojas virtuais. Entre as vantagens da plataforma, estão integração com extensões baixadas pelo usuário e a criação de sites com flexibilidade e rapidez.

Aqui na VVerner nós usamos o WordPress para desenvolvimento de todas as nossas aplicações. Além de ser o CMS mais usado no mundo, ele tem soluções para todos os tipos de projeto. 

Claro que isso não deve impedir você de pesquisar outras opções e escolher a que melhor atende às suas necessidades.

Saber o que é um CMS permite que você crie e edite seu sites ou loja virtual sem precisar de conhecimentos avançados em programação. Além da facilidade de uso, esses sistemas de gerenciamento de conteúdo também são muito populares pela flexibilidade de customização.

Isso faz com que mais pessoas e empresas possam ter um acesso facilitado às aplicações web.

Esperamos que o que é um CMS e como escolher a melhor opção para o seu site tenha ficado claro para você. Se ainda restar alguma dúvida, não deixe de colocá-la nos comentários para que possamos ajudar você!

Por Deise Dilkin

Redatora há dois anos, especialista em escrita criativa e inbound marketing.

Ver todos os posts de Deise Dilkin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.